Itália fora da Copa do Mundo 2018: por que a Azzurra não foi?

Itália fora da copa do mundo 2018 - álbum da copa 2006

Neste ano, a notícia mais surpreendente no mundo do futebol foi testemunhar a confirmação da Itália fora da Copa do Mundo 2018. Após perder para a Suécia, a Azzurra ficou sem a última vaga da Europa para o mundial na Rússia.

A desilusão de torcedores e jogadores da seleção italiana foi imediata. As campanhas ridículas nos mundiais anteriores até anunciaram a tragédia, mas ninguém imaginava seu tamanho. Afinal, a última vez que isso aconteceu já tem um intervalo de 60 anos.

Por falar em Itália fora da Copa do Mundo 2018, isso aconteceu somente em duas oportunidades. Na primeira edição de todas, em 1930, no Uruguai, e novamente em 1958, na Suécia.

Campeã do mundo em 2006, a Itália viu a passagem de bastão da geração de Pirlo, Totti, Del Piero e Cannavaro falhar miseravelmente.

Itália x Suécia

Tudo começou com a distribuição dos grupos das eliminatórias da copa. À época, a Itália teve o azar de cair no grupo da Espanha, sendo que apenas um se classificaria diretamente. Não é preciso dizer que a Azzurra se complicou e foi parar na repescagem para a Copa da Rússia.

Buffon e Ventura pela Itália
A desilusão de Buffon e Ventura com a não ida da Itália para a Copa
(ANSA/DANIEL DAL ZENNARO)

Garantindo o segundo lugar no grupo, restou aos comandados do então treinador Giampiero Ventura aguardar a definição do adversário da repescagem. No caso, a Suécia.

No jogo de ida, realizado fora de casa, a Itália sofreu muito e decepcionou ao perder por 1×0. O placar ligou o alerta e fez jornalistas lembrarem de um certo Zlatan. Em 2004, a Azzurra viu Ibrahimovic empatar jogo válido pela Eurocopa no último minuto, selando a eliminação vergonhosa e precoce dos italianos. Ainda que este não tenha sido o último confronto entre as seleções (o último foi em 2009), a lembrança era quase inevitável.

O jogo da volta aconteceu no San Siro, em Milão, com enorme expectativa. O país inteiro decidiu abraçar a seleção e torcer como normalmente fazem pelos clubes do campeonato italiano.

Em campo, contudo, um desespero explícito e pouquíssima qualidade foram observados. Sem ter sequer uma chance clara de gol em 90 minutos, a Itália ficou oficialmente fora da Copa com o resultado final de 0x0.

Itália fora da Copa do Mundo 2018: e agora?

Com a Itália fora da Copa do Mundo 2018, a expectativa era saber se Ventura seria demitido. Contrariando a maioria, ele não foi despedido no ato do vexame, mas acabou acontecendo na semana seguinte.

Meses depois da eliminação, a Azzurra se encontra com um novo técnico: Roberto Mancini. Como a seleção não tem nenhum compromisso oficial, o comandante se preocupa apenas com amistosos. No futuro, depois da Copa do Mundo, começa a Liga das Nações. Essa sim vai exigir muito da Itália.

Já sobre Copa do Mundo, não há o que fazer. A seleção italiana ficou fora e, juntamente com esse fato, uma série de outras ausências que não estamos acostumados em ano de mundial:

1 – Álbum de figurinhas da Copa do Mundo

O álbum de figurinhas da Copa do Mundo 2018 foi lançado com a espera de sempre. Todo ano de mundial é a mesma coisa: homens, mulheres, crianças e marmanjos vão às bancas às pressas atrás de figurinhas para completar a coleção o mais rápido possível.

Itália album da copa do mundo 2006
Página da Itália completa no álbum da Copa do Mundo 2006 (Adriano Bertin)

Nos últimos anos, a tarefa se tornou mais fácil, diante do uso das redes sociais para a marcação de diversos encontros para trocas. A novidade, então, fica pela ausência da Itália dentre as 32 seleções.

E pensar que os apaixonados pelo campeonato italiano, que sempre ansiaram pela chegada da figurinha do Buffon e do escudo brilhante da federação, não terão essa chance neste ano.

A Itália fora da Copa do Mundo 2018, infelizmente, nos privou disso.

2 – Teremos Mc Itália, lanche do McDonalds, na Copa 2018?

No momento da não classificação da Itália para a Copa do Mundo, os amantes do McDonalds ficaram desesperados. Afinal de contas, o tradicional menu de copas, lançado a cada quatro anos desde 2002, ficaria (ou ficará) sem o Mc Itália? Aquele com polpettone e pepperoni.

No momento da eliminação da Itália, a rede de restaurantes não se posicionou sobre a mudança no cardápio. Porém, como é possível ver na mensagem enigmática publicada no Twitter, não era de se imaginar que o lanche italiano ficaria de fora:

Pode ser surpresa para muita gente, mas o cardápio de copas só existe no Brasil. Assim, o McDonalds usou um “jeitinho” para não deixar o Mc Itália de fora. Como? Simples, neste ano a homenagem será feita aos países que já foram campeões da Copa do Mundo.

A IstoÉ foi atrás do gerente de marketing da rede, Roberto Gnypek, para obter a justificativa:

“Estamos na quinta edição dos sanduíches da Copa, uma campanha tão esperada pelos consumidores e que só existe no Brasil. Mas, dessa vez, fizemos uma grande mudança para homenagear os países campeões mundiais e assim conseguir escalar o queridinho dos consumidores”, revelou.

 

3 – Despedida de Buffon de copas do mundo

Em 2018, Buffon completou 40 anos e dificilmente participará do mundial em 2022. Ainda que esteja em ótima fase e forma na Juventus, é de se imaginar que o goleiro continue disputando o italiano e até a Champions League. Mas a Copa do Mundo é outro papo.

Ele é um dos recordistas por participações em mundiais, sendo 5, todos de 1998 para cá. Assim sendo, melancolicamente, o último jogo de Buffon em Copa do Mundo foi em 2014, no Brasil.

Na última rodada ainda da fase de grupos, a Itália disputava uma vaga com o Uruguai. Basicamente, o vencedor da partida ficaria com a classificação para as oitavas. Para infelicidade dos italianos, muito infelizes durante toda a breve participação na copa,  o Uruguai venceu por 1×0.

A partida sequer pode ser lembrada como a despedida de Buffon. Isso porque ela é mais lembrada pela mordida de Suarez em Chiellini.

Comentários

Comentários

Top