Conheça os jogadores com mais jogos no campeonato italiano

Os jogadores com mais jogos no campeonato italiano

Na Itália, o termo “bandeira” é utilizado para descrever um jogador que, tamanha idolatria, se tornou a personificação de determinado time. Para conquistar a alcunha, é preciso, no mínimo, entrar em campo muitas vezes. Portanto, a informação principal deste artigo são os nomes dos jogadores com mais jogos no campeonato italiano. Ou “bandeiras”.

Pensando nisso, a geração atual de amantes do campeonato italiano acaba lembrando de Buffon, Totti e até Maldini (para os mais velhos). Afinal, os três nomes, só para exemplificar o tema, disputaram muitos jogos da Serie A com os respectivos times.

Contudo, dentro deste seleto grupo de jogadores com mais jogos no campeonato italiano, há a necessidade moral de destacar alguns nomes. Não tanto pelo talento incomparável. Até porque, coincidência ou não, não há jogador ruim na lista. Porém, alguns deles atingiram marcas históricas vestindo apenas uma camisa, o que é muito mais difícil. Nomes como Zanetti e Bergomi estão no top 20 e jogaram exclusivamente na Inter.

Por outro lado, os “ciganos” Vierchowod e Gilardino conquistaram espaço na lista, mesmo trocando de times diversas vezes. O segundo, por exemplo, passeou por mais de 10 times da primeira divisão.

Os jogadores com mais jogos no campeonato italiano

A relação de recordistas de presenças no campeonato italiano tem algumas especificações. Algumas edições da competição foram desconsideradas na montagem da lista. Por exemplo, edições do campeonato que tiveram apenas um turno ficaram de fora. Assim como aqueles disputados no período entre guerras.

Sabendo disso, a lista ficou assim:

20º – Giancarlo De Sisti – 478 jogos
19º – Alessandro Del Piero – 478 jogos
18º – Giuseppe Favalli – 486 jogos
17º – Andrea Pirlo – 493 jogos
16º – Tarcisio Burgnich – 494 jogos
15º – Giovanni Galli – 496 jogos
14º – Ciro Ferrara – 500 jogos
13º – Alberto Gilardino – 514 jogos
12º – Giuseppe Bergomi – 519 jogos
11° – Gianni Rivera – 527 jogos
10° – Enrico Albertosi – 532 jogos
9º – Silvio Piola – 537 jogos
8º – Roberto Mancini – 541 jogos
7º – Pietro Vierchowod – 562 jogos
6º – Dino Zoff – 570 jogos

5º – Gianluca Pagliuca – 592 jogos

Pagliuca com a camisa da Inter
Pagliuca com a camisa da Inter (Twitter)

O lendário goleiro italiano dividiu holofotes na meta do país com Buffon por muito tempo. Em campo, Pagliuca fez mais de 100 jogos por três times distintos: Sampdoria, Inter e Bologna. Ele pendurou luvas e chuteiras em 2007.

4° – Javier Zanetti – 615 jogos

Javier Zanetti na Inter
Zanetti, ídolo e jogador da Inter com mais presenças na Serie A (Pinterest)

Atualmente na diretoria da Inter, Zanetti está no Hall da Fama do time e não é à toa. O número expressivo fez o argentino participar de diversas gerações do time, tendo sido o capitão do emblemático triplete de 2009-2010. Em campo, ele atuou em diversas posições, como zagueiro, lateral e meio-campo.

3° – Francesco Totti – 619 jogos

Totti celebrando gol pela Roma
O eterno capitano Totti (101 GreatGoals)

O eterno capitão da Roma se aposentou ao fim da temporada 2016-2017, selando uma carreira inteira dedicada ao clube da capital. Diversas vezes Totti já disse que deixou de ganhar mais dinheiro e títulos por amor ao time. Como resultado, atingiu a marca histórica e se tornou o maior ídolo da Roma.

2º – Gianluigi Buffon – 639 jogos

Buffon mandando beijos para a torcida
Buffon é o goleiro com mais presenças no campeonato italiano (Record)

Buffon confirmou a saída da Juventus após 17 anos dedicados ao clube. Ao somarmos esse período à carreira como goleiro do Parma, ele se torna o goleiro com mais jogos do campeonato italiano.

1º – Paolo Maldini – 647 jogos

Paolo Maldini no Milan
Ídolo do Milan, Maldini é o jogador com mais partidas realizadas na Serie A (Mirror)

O jogador com mais presenças no campeonato italiano é Paolo Maldini. A exemplo de Totti, ele também vestiu apenas uma camisa na vida e venceu absolutamente tudo com o Milan. Assim, foram 25 anos de atividade no futebol, em uma carreira que escreveu seu capítulo final em 2009.

 

 

 

Comentários

Comentários