Aposentadoria de Buffon: goleiro dá adeus à Juventus e Itália

A aposentadoria de Buffon

Embora não oficialmente, o mundo já se acostuma com a ideia da aposentadoria de Buffon. O goleiro da Juventus e da Itália disse em coletiva que não joga mais pelo time e pela seleção. A última partida pelo clube será contra o Hellas Verona, sábado, 19 de maio.

Segundos após a coletiva de imprensa, que foi findada com uma chuva de aplausos dos presentes, os admiradores de Buffon não entenderam bem a mensagem. É verdade, ele não está mais à disposição de Juventus e Azzurra. Porém, ele não se aposentou.

Isso quer dizer que ele está mudando de clube? Talvez.

Durante o pronunciamento, o ídolo italiano deixou claro que não jogará mais pelo clube bianconero e pela Itália. Sua última partida pela seleção, aliás, foi o amistoso contra a Argentina, na derrota por 2×0, este ano. Contudo, a aposentadoria de Buffon ainda não é um fato. Aliás, quando a Itália ficou oficialmente fora da Copa do Mundo, ele pendurou chuteiras e luvas, mas depois voltou atrás.

Na coletiva, ele mesmo disse que precisará de alguns dias para tomar a decisão.

“Tenho propostas estimulantes, para dentro e fora do campo. Certamente não quero terminar a carreira em terceira ou quarta divisão. Sou um animal de corrida, não poderia ir para lá. Nem falo em times italianos. Se eu decidir continuar, será apenas para grandes objetivos.”

Além disso, a Itália tem um amistoso contra a Holanda, do qual Buffon já disse também que não participará. Se ele optar pela aposentadoria, é provável que assuma um papel na diretoria da Juventus ou até mesmo pelo Itália.

Aposentadoria de Buffon: o fim da geração 2006

Considerado um dos melhores goleiros do mundo, Buffon é um dos raros atletas que permaneceram em alto nível por mais de 10 anos. No caso dele, isso começou depois que a Juventus foi e voltou da Serie B, com o Calciopoli. No ano seguinte a isso, em 2006, ele integrou e foi fundamental para a Itália vencer a Copa do Mundo.

A Itália de 2006 e Buffon o único em atividade
Buffon ainda é o único do time titular de 2006 que está em atividade (Época)

Daquela geração, ainda estão em atividade Buffon (até segunda ordem), Amelia (Vicenza), Barzagli (Juventus), De Rossi (Roma) e Gilardino (Spezia). Por outro lado, jogadores como Gattuso, Nesta, Cannavaro e Grosso se tornaram treinadores. Outros, “apenas” se aposentaram, como Pirlo, que até fará um jogo de despedida.

Trajetória: as camisas de Buffon ao longo dos anos

O goleiro Buffon que conhecemos, que dedicou 17 anos à camisa da Juventus, “esconde” sua versão atleta mais jovem e igualmente importante. Antes disso, Gigi se formou e conquistou admiradores no Parma, que o credenciou para defender a Azzurra pela primeira vez. Por curiosidade, a idade de Buffon é 40 anos.

Camisas de Buffon ao longo da carreira
Buffon jogou por poucas instituições, mas vestiu várias camisas (colagem)

Por lá, além da performance digna de elogios, ele também ergueu troféus importantes. Ao longo de 7 anos, ele conquistou uma Copa Itália, uma Supercopa Italiana e uma Copa da UEFA. Depois disso, Buffon se transferiu para a Juventus, onde venceu praticamente tudo. Os títulos mais recentes foram o campeonato italiano 2017-2018 e a Copa Itália 2017-2018.

Vestindo a camisa da Itália, o goleiro triunfou em 1996, na Europa Sub-21, e em 2006, na Copa do Mundo.

As 100 melhores defesas de Buffon

Quando palavras não bastam ou são suficientes, é hora de recorrer às imagens. Em quase 30 anos dedicados ao futebol, Buffon protagonizou centenas de momentos decisivos e inesquecíveis. Pensando nisso, confira as 100 melhores defesas de Buffon:

Comentários

Comentários

Top