Chegada de Cutrone na Fiorentina aproxima Pedro de clubes brasileiros

Cutrone na Fiorentina Pedro

O desembarque de Cutrone na Fiorentina, marcando sua volta ao campeonato italiano, carrega consigo um grande abalo no mercado de transferências.

Surgido no Milan com potencial para resolver o ataque da equipe, o jovem jogador italiano ficou pouco tempo no rossonero. Depois de conquistar convocações para a Itália, Cutrone chamou atenção do Wolverhampton, que acabou fechando negócio com o Milan.

À época, embora visse potencial em Cutrone, o Milan preferiu pela contratação de Piatek, do Genoa. Agora, uma temporada mais tarde, o time de Milão vê Cutrone na Fiorentina e encaminha a venda de Piatek para o Tottenham.

Com isso, coube ao jogador italiano partir para a Inglaterra com um discurso bem melancólico. Quase como se não quisesse deixar o país e o time.

Por não ter tido muitas chances, o interesse da Fiorentina chegou como uma chance de recomeço, e no seu próprio país.

Chega Cutrone e sai Pedro?

No começo da Serie A 2019-2020, a Fiorentina bateu a concorrência e contratou o brasileiro Pedro, então no Fluminense.

Após chegar com enorme expectativa, com direito ao recebimento da camisa 9, Pedro pouco (ou quase nada fez). Para o seu azar, ele chegou em um momento bem conturbado na Fiorentina.

A viola inicou a temporada com Montella na posição de treinador. Em sua segunda passagem pelo clube, o técnico não resistiu a uma sequência bem ruim e foi demitido. No lugar dele, Giuseppe Iachini assumiu o comando e estreou com um empate fora de casa contra a Atalanta.

No meio de tudo isso, Pedro viu Chiesa, Thereau e até Vlahovic ganharem quase todas as chances no ataque da Fiorentina. Por isso, surgiu no noticiário brasileiro a possibilidade de sua volta ao país.

Atualmente, Flamengo e Grêmio são os favoritos para repatriar Pedro. Contudo, dado o poderio econômico, o time carioca se coloca como favorito para fechar o negócio.

Comentários

Comentários