Pep Guardiola e Mino Raiola: entenda a briga com o empresário de Pogba!

Pep Guardiola e Mino Raiola

As declarações de Pep Guardiola e Mino Raiola tiraram o foco de dentro dos campos, mesmo em semana agitada de Champions League e campeonato italiano.

O treinador do Manchester City foi perguntado, se esquivou, mas acabou respondendo sobre as ofensas recebidas do empresário. Na entrevista coletiva em questão, Pep pretendia focar no confronto com o Liverpool, mas acabou reascendendo o assunto e a polêmica.

Como era de se imaginar, as aspas de Guardiola concluem apenas um novo capítulo do longo livro que se transformou essa discussão. Sua reação repercutiu no mundo todo, com destaques óbvios nas imprensas italiana e inglesa.

Pep Guardiola e Mino Raiola: a briga

Pep Guardiola e Mino Raiola nunca se deram. Sobretudo pelo temperamento do empresário, que não poupa críticas e ofensas aos desafetos. Todavia, a bomba realmente explodiu quando o agente concedeu entrevista ao jornal holandês Quote, na qual disse o seguinte:

“Como treinador, [Guardiola] é fantástico. Mas como pessoa é um cão covarde!”

Não é preciso dizer como essa sentença soou nos periódicos italianos. O Tuttosport, por exemplo, foi além e destacou outro trecho do depoimento, no qual Raiola lembra o caso de Ibrahimovic no Barcelona, justamente na época que Guardiola estava lá.

Ibrahimovic é tema de briga entre Pep Guardiola e Mino Raiola
Ibrahimovic com seu amigo e agente Mino Raiola (Record)

O assunto esteve na biografia de Zlatan, mas não figurou no livro de Guardiola – Confidencial. Basicamente, jogador e treinador viviam em discordância e, segundo Raiola, Pep não foi honesto. Em certo momento, ele teria se mostrado aberto para conversas, mas, no final, não chegou nem a se despedir quando Ibra foi cedido ao Milan. Ele teria isolado e praticamente mandado o sueco embora do Barcelona.

A entrevista de Raiola ao jornal holandês ainda revela uma quase briga na final da Champions League de 2011, Barcelona x Manchester United:

“O procurei nos vestiários de Wembley. Galliani [presidente do Milan] me parou. Sorte do Guardiola”

Passado um mês disso, quando todos achavam que Guardiola deixaria o italiano falando sozinho, veio então a resposta. Em entrevista coletiva antes do jogo Liverpool x Manchester City, pela Champions League, o treinador contou a um repórter que Raiola teria oferecido alguns jogadores a ele:

“Há dois meses, ele me ofereceu Paul Pogba e Mkhitaryan para jogar com a gente [no Manchester City]. Ele precisa proteger seus jogadores, e não trazê-los para jogar com um cara como eu, ‘um cão’. E comparar com um cão não é bom, você precisa respeitar os cães. Além disso, não temos dinheiro para comprar Pogba, ele é caro demais”, discursou com ironia o treinador espanhol.

Quem é Mino Raiola?

Embora seu nome não seja tão popular no Brasil, Mino Raiola é muito conhecido na Europa. Fanfarrão e com cara e estilo de personagem mafioso, o empresário italiano já foi chamado de re del calciomercato, rei do mercado de transferências, em tradução livre.

Sua página no Wikipedia diz até que ele é parente de Al Capone. O perfil mostrando sua relação com o icônico mafioso dos Estados Unidos está aqui, para quem duvida.

Relacionado: confira o dicionário português-italiano para amantes de futebol

Dentre seus “clientes”, a lista inclui os já citados Ibrahimovic, Pogba, Mkhitaryan, além de Lukaku, Matuidi e Donnarumma. Porém, para ter real noção do que Raiola representa para o futebol, é preciso relembrar transferências que tiveram sua assinatura.

Lá trás, em 1998, ele foi o responsável por levar Denis Bergkamp do Ajax para a Inter, que depois se tornaria um dos péssimos negócios feitos pelos nerazzurri. Isso sem falar em todas as vezes que Ibrahimovic trocou de time (de um clube gigante para outro). E finalmente Balotelli, com quem também tem relação bem próxima. O italiano já passou por Inter, Manchester City, Milan, Liverpool e Nice.

 

 

Comentários

Comentários

Top