Xingou Deus! Blasfêmia de Mandragora é punida no italiano

Blasfemia de mandragora

Um incidente no mínimo inusitado acabou banindo um jogador da Udinese no campeonato italiano. A “blasfêmia de Mandragora” tomou o noticiário esportivo do país após a realização da segunda rodada da Serie A, no último final de semana.

Conforme relata o GOAL, Rolando Mandragora, que já fez parte do plantel da Juventus, teria xingado Deus e a Virgem Maria. Em partida válida pela liga, Udinese e Sampdoria se enfrentaram em Udine. O jogo acabou 1×0 para os donos da casa com o gol solitário de Rodrigo De Paul.

A blasfêmia de Mandragora foi registrada, documentada e revelada pelas imagens da TV. Nelas, o jogador italiano é flagrado dizendo “Porca Madonna – Dio Cane“. À primeira vista, e para aqueles que não falam o idioma, as expressões podem não parecer coisa séria. Contudo, em tradução livre, entende-se “Virgem Maria porca – Deus cão”.

O problema é que na Itália, ainda que no âmbito desportivo, fazer insultos do tipo é considerado algo gravíssimo. Por isso, mesmo que o árbitro não tenha visto – e ele não viu – o jogador acabou punido. A federação italiana reviu o jogo e encontrou o momento do xingamento no minuto 48. Com isso, Madragora ficará de fora do jogo contra a Fiorentina, na próxima rodada.

A blasfêmia de Mandragora não é o primeiro caso do tipo

Essa está longe de ser a primeira situação na qual um jogador é punido pelo discurso. Aliás, isso é bem comum na Itália, seja dentro ou fora das quatro linhas.

Quem se lembra de Nainggolan na Roma, antes de assinar com a Inter, sabe das confusões extracampo nas quais o belga se envolveu. O jogador é bem ativo nas redes sociais, especialmente respondendo ofensas de haters, com maioria de torcedores da Juventus.

Porém, o caso em questão foi uma live, publicada pelo próprio ninja, na qual ele aparece bebendo, fumando e xingando muito. Não necessariamente alguém, mas falando muitos palavrões.

O fato é que isso não pegou bem para ele, mesmo estando em momento de folga – era uma festa de Ano Novo. Como resultado, a Roma cobrou dele uma multa de €100,000. Mais tarde, ele postou um pedido de desculpas pelo comportamento.

Comentários

Comentários