Polêmica: cartas de Astori no Fifa são vendidas por bolada

Carta de Astori no Fifa

No final de semana, Davide Astori, zagueiro da Fiorentina, foi encontrado morto no quarto do hotel em Udine. Ele entraria em campo pela mais recente rodada do campeonato italiano. Infelizmente, o triste acontecimento fez surgir uma polêmica envolvendo o perfil de Astori no Fifa, o jogo de vídeo game.

Como se sabe, o zagueiro e capitão da viola, com passagens pela seleção italiana, estava disponível para compra no game. Mais precisamente no modo Ultimate Team.

No modo em questão,  é possível usar dinheiro fictício (e real) para adquirir cartas de jogadores reais. E o que fizeram os usuários? Simples! Eles compraram as cartas de Astori no Fifa às pressas e prontamente anunciaram a venda das mesmas por um valor surreal.

 

Para se ter uma ideia, o valor máximo a ser pago em uma carta dessas é 10 mil moedas. Quase nenhum jogador vale isso, nem mesmo Cristiano Ronaldo e Messi. Todavia, boa parte dos anúncios encontrados colocavam o perfil de Astori no Fifa nesse valor ou próximo dele.

Carta de Astori no Fifa: falta de respeito ou algo natural?

Quase imediatamente após os primeiros anúncios encontrados, uma avalanche de críticas tomou a rede social. Acusando os anunciantes de insensíveis e desrespeitosos, muitos jogadores de Fifa chegaram a pedir à EA Sports, desenvolvedora do game, que tornasse a carta de Astori indisponível.

Para muitos, essas pessoas estavam tentando fazer “dinheiro” ou tomar vantagem da morte de Astori. Vale lembrar que o mesmo aconteceu com a Chapecoense após o acidente que matou praticamente o time inteiro.

Por outro lado, há quem acuse as pessoas que estão reclamando de um falso moralismo e hipocrisia. Afinal, quem realmente se interessava e admirava o jogador já o tinha em seu plantel.

Comentários

Comentários