Ministro do esporte não confirma volta do campeonato italiano em 18 de maio

Vincenzo Spadafora ministro esporte itália

O ministro do esporte da Itália, Vincenzo Spadafora, disse que não há datas para retorno dos treinamentos e jogos do campeonato italiano. A Serie A foi paralisada entre as rodadas 25 e 26 em razão do surto de Coronavírus.

A fala do ministro, compartilhada pela Gazzetta e pelo Corriere Dello Sport, vai de encontro ao que se noticiou sobre a volta do campeonato italiano. Alguns jornais brasileiros chegaram a dizer que os treinamentos voltariam no início de maio e os jogos no final do mesmo mês.

Porém, conforme reportam os jornais citados acima, o ministro e a federação italiana de futebol (FIGC) discutiram a respeito da retomada e não chegaram a um acordo. Aliás, de acordo com fontes citadas nos artigos, os clubes começam a achar que Spadafora e Giuseppe Conte, primeiro ministro da Itália, estão contra o campeonato italiano.

A única data confirmada até o momento vem da UEFA. Segundo a entidade, as ligas da Europa devem terminar a temporada 2019-2020 até 2 de agosto. Algumas delas, como a holandesa, já foram encerradas.

Para os times do campeonato italiano, a data limite para o recomeço é 14 de junho. Os clubes exigem 4 semanas de preparação para recolocar os atletas em condicionamento. Já a federação, em discurso parecido com o dos clubes, defende o reinício em 18 de maio.

A FIGC apresentou um protocolo para realizar os treinamentos em segurança (a partir de 18 de maio) e foi levado em consideração, mas é preciso aprofundar.

O comitê técnico-científico, no menor tempo possível, encontrará alguns representantes da FIGC, do mundo do futebol e também a federação dos médicos esportivos para conseguir aperfeiçoar este protocolo para garantir a saúde de todos.

Para a FIGC, o campeonato deveria retornar na metade de junho, é muito tempo. Não saberemos a evolução do vírus e como reagiremos. É impossível dizer hoje.

A data da retomada do campeonato foi expressamente excluída da discussão interna na reunião com a FIGC.

Vincenzo Spadafora, ministro do esporte da Itália

Comentários

Comentários